Primeira escola municipal dentro de território Quilombola é inaugurada me Almenara

A Escola Municipal Rubi, localizada na Comunidade Quilombola Marobá dos Teixas, é a primeira escolar municipal dentro de uma comunidade Quilombola do Baixo Jequitinhonha

07 de Mar de 2019

A prefeitura de Almenara, por meio da Secretaria de Educação, tendo o incondicional apoio do prefeito Ademir Gobira, inaugura a Escola Municipal Rubi, na Comunidade Quilombola Marobá do Teixeiras, sendo a primeira escola municipal dentro de uma comunidade Quilombola do Baixo Jequitinhonha.

A cerimônia de inauguração aconteceu na manhã desta quinta-feira, 07 de março, e contou com a participação dos(as) secretários(as): Educação — Sônia Márcia Oliveira Costa, Agricultura — Vanda Miranda, Administração — Joel Jardim; da diretora das escolas do campo, Tânia Celes Rocha; do presidente da Câmara Municipal de Vereadores, Romércio Gobira; do presidente da Comissão Quilombola do Baixo Jequitinhonha (COQ-Baixo), Valdo Heleno Antônio Torres; representando o deputado Dr. Jean Freire, Marcos Luiz Silva (assessor temático Quilombola); assessor parlamentar, Aécio Silva; presidente da COQUIVALE- Comissão das comunidades quilombolas do Vale Jequitinhonha, José Claudionor; da chefe de gabinete Irma Mares e moradores locais.

As escolas quilombolas foram regulamentadas com a criação de Diretrizes Curriculares Nacionais específicas em 2012; o referido documento foi fruto de uma série de discussões realizadas no campo educacional a partir década de 1980. Determinou-se, assim, que a Educação Escolar Quilombola ocorresse em escolas inseridas nas próprias comunidades, tendo no currículo temas relacionados à cultura e à especificidade étnico cultural de cada uma delas.
Assim, a cidade de Almenara mais uma vez sai na frente com a implantação dessa unidade educacional que irá atender as diversas crianças que ali convivem, trazendo, primeiro, qualidade no ensino e boas condições para o aprendizado. Ações que a em médio e longo prazo trarão grandes benéficos para toda a comunidade que sonha em ver seus filhos bem formados.

Durante os discursos proferidos pelo presidente da Câmara Municipal de Almenara, Romércio Gobira, pela secretaria de Educação, Sônia Márcia e pela representante da comunidade, Rosa Pujol e por Marcos Luiz Silva — assessor temático Quilombola, a tônica foi a mesma — resistência e superação (qualidade da pedra Rubi que dá nome à escola).

“Não foi fácil chegar aqui e implantar essa escola na comunidade. Tudo isso só foi possível porque o prefeito Ademir Gobira acreditou em nós e, hoje, vivemos um dia histórico” disse Pujol.

Para o prefeito Ademir Gobira, que mesmo sem ter feito qualquer promessa política na realização desse sonho, colocou no coração, pelo dever moral, de construir essa escola:

“Não prometi, mas coloquei no íntimo do meu coração a construção dessa escola para reconstruir a identidade Quilombola das crianças que aqui vivem. Eles precisam saber que todas as vitórias conquistas até aqui foram com a sangue e ferro. Essa escola vai manter a cultura e a tradição Quilombola no Baixo Jequitinhonha” disse Gobira.